"> INADEQUAÇÃO - ASTROLOGIA CÁRMICA | Bloguez.com - Bloguez.com
 

 INADEQUAÇÃO

23/3/2010


Sentimo-nos deslocado da vida e da sociedade, não encontramos nosso lugar, não nos afinamos com a família, amigos e vem sempre a pergunta:
o que viemos fazer?
Por que vivemos nesta sociedade tão diferente de nós?
Qual nossa tarefa na vida?


Todo ser vivo pensante que pisa no chão deste planeta pertence à mesma nascente universal. Há leis semelhantes em todo universo para todo ser vivo que nele existe e estas leis especificam a qual classe ou nível espiritual pertencemos. Espiritual sim, porque todos somos almas ora transitando no plano físico ou no astral. (espiritual).

Quando possuímos o sentimento de inadequação em relação à sociedade que vivemos não é porque não fazemos parte dela, mas sim, que ultrapassamos o estágio que os demais se encontram. Como numa escola comum, os de ensino médio passaram pelas classes primárias, mas ainda continuam sendo alunos da mesma escola. O mesmo acontece com aqueles que se sentem inadequados ao ambiente que vive, embora mais adiantados, são ainda alunos.

O destruidor de antanho é atualmente o construtor daquilo que lesou. O aborígene, o selvagem primitivo tem o mesmo destino do europeu culto, do americano rico ou o indiano espiritual, são todos da mesma origem e seguem pelo mesmo caminho para um destino em comum: evolução.

É de praxe que o maior ampare o menor. O professor não entra numa sala de aula para se sentir superior aos seus alunos; veio para ensinar aquilo que aprendeu. O médico não recebe doentes no consultório para mostrar que tem mais saúde que o paciente, e sim, devolver o equilíbrio físico a aqueles que não têm. Os que se sentem superior, espiritualmente falando, têm a missão de elevar os que estão abaixo de si.

A crítica nunca deixou obras de valor.
Só os atos de compreensão e de auxílio deixam rastros positivos.

A sociedade que criticamos é aquela que nós mesmos criamos em existências anteriores e que hoje viemos para corrigir e melhorar.

Uns se encontram no início, outros já percorreram metade do caminho e poucos estão chegando ao termo, mas todos são viajantes da mesma estação de partida indo para o mesmo destino.

Ninguém é melhor só porque está chegando, mas sim, porque adia a chegada para ajudar os que estão vindos.

MISSIONÁRIO OU EXILADO?

Você que se sente exilado sentindo que a Terra não é sua patria...
Você que não se adapta ao sistema de vida da sociedade atual...
Você que sente saudades não sabe de quê e nem de quem, com vontade imensa de voltar para seu lugar de origem...


Lembre-se que:

Somos todos voluntários de uma missão imprescindível à evolução do planeta, dos homens e de nós mesmos.
 
Procurando ter paciência com aqueles que percebemos ser espiritualmente menores do que nós.

Lembrando da extrema tolerância que os seres superiores tiveram com a nossa própria inferioridade.

Se nos sentirmos um pouco acima da maioria das pessoas, ontem, fomos iguais a eles. Por isto, sejamos compreensivos mostrando que a evolução está justamente nesta compreensão.

O catedrático não diminui os companheiros que estão no jardim da infância ou pré. Ampara e ama.

Ao sentir uma certa incompatibilidade em relação aos familiares como se a família não é aquela que achamos que seja a verdadeira; lembremos que todo ser vivo do universo pertence ao mesmo tronco de origem.

Ninguém é especial, ninguém é superior, embora em níveis diferentes, somos todos iguais e com o mesmo valor.


A humanidade é nossa família e o cosmo o nosso lar. E pode, no lar onde nascemos, estar a maior razão de estarmos aqui.

Estando numa viagem de tarefas, a proposta é auxiliar os homens nesta época difícil, sem criticá-los e nem formar uma sociedade com apenas criaturas iguais a nós. Se todos os mestres constituissem salas só de mestres não haveria aprendizado em lugar algum. E não existe mestre completo, todos ainda têm algo a absorver. Os realmente grande já não precisam mais voltar à terra.

É compreensível que haja saudades por estarmos apartados de nosso ambiente espiritual e dos mais queridos afetos. Lembremos sempre, que estamos aqui por nossa própria escolha, como um guerreiro que vai à luta deixando sua pátria e família, buscando a vitória em sua empreitada.

Cumpramos nossa tarefa com bom ânimo e fé.
Todos os sacrifícios que beneficiarem a humanidade se reverterão em bônus espirituais para nossa própria evolução. Somos trabalhadores voluntários e não exilados de uma esfera superior.

A ordem é avançar! Não recuar ou desistir, pois muito tempo e suor foi empregado na preparação daqueles que vieram fazer deste mundo um lugar melhor para viver.

Somos obreiros do Senhor da Luz.
Façamos, então, luz em nós para alumiar os que ainda estão em trevas.

Mitera - Miryã Kali

Tags : astrocarmica
Category : ARTE, SENSIBILIDADE, SENTIMENTOS, EMOÇÕES Print

| Contact author |