"> O CAMINHO - ASTROLOGIA CÁRMICA | Bloguez.com - Bloguez.com
 

 O CAMINHO INICIÁTICO

2/11/2009

 

http://ads.grupos.com.br/www/delivery/avw.php?zoneid=11&cb=1257032663&n=a9411715&source=categoryId_®

 

O CAMINHO INICIÁTICO

 

Quando a nossa consciência deixou os patamares superiores do universo e se debruçou sobre as esferas temporais, lançando-se nessa aventura cósmica que é a encarnação, ela o fez estabilizando a sua luz em diferentes planos dimensionais, servindo-se para isso de corpos de matéria diferenciada. Foram assim criadas as Mónadas, as Almas, e toda a estrutura física necessária à encarnação.  Esses corpos, a que dou o nome de estabilizadores de consciência, permitiram que essa consciência, estabilizada no respectivo plano, pudesse, servindo-se desse corpo, agir e servir nesse mesmo plano.

Assim sendo, enquanto que um filamento não muito potente dessa consciência se expressa fisicamente através de uma personalidade, que é composta pelo corpo físico, emocional e mental, outros núcleos dessa mesma consciência, numa potência superior, expressam-se nos outros planos.  Temos assim o corpo-Alma que serve de veículo à parte da nossa consciência que se encontra estabilizada no plano intuitivo e o corpo-Mónada que ancora em si a potência máxima do Ser individual, estabilizando essa consciência no plano monádico.  Essa concentração daquilo que nós somos em diferentes planos e em voltagens variadas, permite que, embora tendo um dos filamentos encarnados no plano físico, nós continuemos, simultaneamente, a agir nos outros planos, mesmo que no plano tridimensional não tenhamos consciência disso.

Para ajudar a visualizar este processo vamos supor que a nossa Mónada contem em si 1000 volts de consciência, o que lhe permite irradiar uma luz muito potente e abrangente.  Imaginemos, também, que a Alma contem em si 100 volts de consciência e que a personalidade contem apenas 10 Volts de consciência.  Essa consciência é aquilo que nós somos, é o nosso verdadeiro ser que se encontra presente nesses núcleos em potências variadas.

Esta ilustração permite-nos perceber de forma mais clara o que é exactamente o processo iniciático, que sendo uma expansão da consciência tridimensional do ser, permite, quando acontece nas suas múltiplas fases, que a personalidade receba uma maior voltagem da consciência que nós somos e com isso possa expressar um grau de luz mais potente.  Assim, à medida que o ser vai caminhando pela trilha iniciática, a Alma abre a sua válvula e deixa que uma maior voltagem de consciência chegue até à personalidade que aos poucos se vai iluminando numa potência crescente.

Este caminho iniciático tem como objectivo final a integração dessa consciência fraccionada em múltiplos planos, num único núcleo consciente a que damos o nome de Corpo de Luz.   Este corpo, ao contrário dos outros que nos foram ofertados, foi criado por nós ao longo das encanações e é com esse corpo, já com toda a expressão do nosso ser concentrada neste, que regressaremos um dia ao núcleo regente que é a expressão divina do nosso ser.

As várias fases desse processo iniciático, irão permitir que o ser se vá reencontrando consigo mesmo, e com a suas múltiplas formas de expressão dentro do plano Físico Cósmico.  Plano este é composto por sete sub-planos que vão desde o plano físico ao plano divino.   É neste plano Físico Cósmico que se encontra toda a nossa estrutura vertical, começando nos três corpos da personalidade, passando pela Alma e pela Mónada e terminado no regente que é Deus em nós.

Estas iniciações são processos internos que resultam do contacto do nosso ser com a sua regência hierárquica e que por isso mesmo não têm nenhuma expressão tridimensional.  Nada na nossa vida comum pode denunciar aquilo que estamos a viver internamente.  São processos que não acontecem no tempo dos relógios humanos, nem pela vontade ou pela acção de nenhum ser encarnado.  Quem passa pelas iniciações fá-lo em total silêncio, e apenas as transformações na sua expressão e no seu comportamento, pois todo aquele que passa por uma iniciação não mais será a mesma pessoa, poderão denunciar aquilo que aconteceu.

Existem vários núcleos conscienciais que não estão sujeitos às iniciações, sendo estas reservadas apenas às humanidades em suas múltiplas expressões.  A Hierarquia Angélica, como uma emanação do universo-Pai, a Hierarquia Crística, como uma emanação do universo-Filho e a Hierarquia Dévica como uma emanação do universo-Mãe, não estão sujeitas a esse processo por serem núcleos iniciadores e não iniciados.  Nestes núcleosespiritualismo astrocarmica

Category : ESOTERISMO, CANALIZAÇÕES, UFOLOGIA Print

| Contact author |