"> EXPERIÊNCIA DE QUASE MORTE - Patricia - ASTROLOGIA CÁRMICA | Bloguez.com - Bloguez.com
 

 EXPERIÊNCIA DE QUASE MORTE - Patricia Cota-Robles

16/8/2009

 

VIDA APÓS A JORNADA DA MORTE - VIDA SEGUIDA DE VIDA =

 

 

Jim McAndrew, um amigo querido, fez a sua transição para os Reinos Internos da Luz em 20 de Fevereiro de 2009.

No dia após a sua morte, eu recebi um belo e-mail, descrevendo a experiência de quase morte de outra pessoa.

Esta informação é profunda, muito inspiradora, e confortante.

Eu gostaria de compartilhar isto com vocês agora.

Enquanto vocês lêem estas palavras, interiorizem-se na Divindade do seu coração. Peçam a sua Presença EU SOU para que os ajude a seguir esta experiência de quase morte, como se vocês mesmos estivessem nesta jornada sagrada.

Esta é verdadeiramente uma oportunidade de expansão da mente e de elevação da consciência para todos nós.

Ao expandirem este conhecimento sagrado através da Chama do seu Coração, vocês ancorarão esta profunda Verdade no Sistema Cristal de Grade da Terra e o expandirão através dos estratos mentais e emocionais do planeta.

Esta sabedoria estará então tangivelmente disponível para as massas da Humanidade, e elevará toda a Vida na energia, vibração e consciência.

No meio do caos e da confusão que está surgindo para serem curados neste momento, esta informação será um presente poderoso de cura para TODA a Vida neste Planeta.

 

 

UMA JORNADA ATRAVÉS DA LUZ E SEU RETORNO

 

A História da Experiência de Quase Morte de Mellen-Thomas Benedict

Mellen-Thomas Benedict fala:

 

Em 1982 eu morri de câncer terminal. A condição que eu tinha era inoperável, e qualquer tipo de quimioterapia que eles pudessem me dar me teria feito mais do que um vegetal. Foi-me dado de seis a oito meses de vida.

 

Eu tive uma informação singular nos anos 70, e tinha me tornada cada vez mais desanimado em relação à crise nuclear, à crise da ecologia, e assim por diante. Assim, desde que eu não tinha uma base espiritual, comecei a acreditar que a natureza tinha feito um erro e que nós éramos provavelmente um organismo canceroso no planeta. Eu não via nenhum modo de sairmos de todos os problemas que tínhamos criado para nós mesmos e para o planeta. Eu percebia todos os humanos com câncer - e é isto o que eu adquiri.

 

Isto é o que me matou. Acautele-se de qual seja a sua visão do mundo. Isto pode realimentá-lo, especialmente se for uma visão negativa do mundo. Eu tinha uma visão seriamente negativa. É isto o que me levou para a morte. Eu tentei todos os tipos de métodos alternativos de cura, mas nada ajudou.

Assim eu determinei que isto fosse realmente apenas entre Deus e eu. Eu nunca tinha realmente me defrontado antes com Deus, ou mesmo interagido com Deus. Eu não estava em qualquer tipo de espiritualidade no momento, mas comecei uma jornada para aprender sobre a espiritualidade e a cura alternativa. Eu me determinei a fazer toda a leitura que pudesse e estudar muito o assunto, porque eu não queria ser surpreendido do outro lado. Assim eu comecei a ler sobre várias religiões e filosofias. Todas elas eram muito interessantes e davam a esperança de que havia algo do outro lado. Eu terminei sob os cuidados de uma enfermeira.

Eu me lembrei de acordar em uma manhã em casa, aproximadamente às 4:30 horas, e já sabia que era esta.

 

Este foi o dia em que eu morreria. Assim chamei alguns amigos e me despedi. Eu acordei a minha enfermeira e conversei com ela. Eu tinha um acordo privado com ela de que ela deixaria o meu corpo sozinho por seis horas, desde que eu tinha lido que todos os tipos de coisas interessantes acontecem quando você morre. Eu voltei para dormir.

 

A próxima coisa que eu me lembro é o início de uma típica experiência de quase morte. Subitamente eu fiquei plenamente consciente - e eu estava em pé, mas o meu corpo estava na cama. Havia esta escuridão ao meu redor. Estar fora do meu corpo era até mais vívido do que a experiência usual. Era tão vívido que eu poderia ver cada quarto na casa. Eu podia ver o alto da casa, eu podia ver ao redor da casa, eu podia ver embaixo da casa.

 

Havia esta Luz brilhando. Eu me virei em direção à Luz. A Luz era muito semelhante a que muitas outras pessoas descreveram em suas experiências de quase morte. Era tão magnífica! Ela é tangível: você pode senti-la. Ela é fascinante; você quer ir até ela como gostaria de ir aos braços do seu pai ou de sua mãe.

 

Quando eu comecei a me mover em direção à Luz, eu sabia intuitivamente que se eu fosse para a Luz, eu estaria morto. Assim, enquanto estava me movendo em direção à Luz, eu disse: "Por favor, espere um minuto; espere apenas um segundo aqui. Eu quero pensar sobre isto. Eu gostaria de conversar com você antes de ir". Para a minha surpresa, toda a experiência parou neste ponto. Você está no controle de sua experiência de vida após a morte. Você não está em uma corrida na montanha russa.

 

Assim a minha solicitação foi honrada, e eu tive algumas conversas com a Luz. A Luz continuava mudando para diferentes figuras, como Jesus, Buda, Krishna, mandalas, imagens arquetípicas e signos. Eu perguntei à Luz: "O que está acontecendo aqui? Por favor, Luz, esclareça-me. Eu quero saber realmente a realidade da situação". Eu não posso dizer realmente as palavras exatas, porque era como que uma telepatia.

 

A Luz respondeu. A informação a mim transferida era que durante a sua experiência de vida após a morte, as suas crenças configuram o tipo de resposta que você está obtendo diante da Luz. Se você era um Budista, Católico ou Fundamentalista, você obtém um tipo de resposta de sua própria religião ou filosofia. Você tem uma oportunidade de olhá-la e examiná-la, mas a maior parte das pessoas não o faz. Quando a Luz se revelou para mim, eu me conscientizei de que o que eu estava realmente vendo era a matriz do nosso Eu Superior.

 

Todos nós temos um Eu Superior, ou uma parte da alma suprema de nosso ser. Isto se revelou para mim em sua forma de energia mais verdadeira. O único modo que eu posso realmente descrever é que o Ser do Eu Superior é mais como um canal. Não parecia assim, mas é uma conexão direta com a Fonte que todos e cada um de nós tem. Nós estamos diretamente conectados com a Fonte. Assim a Luz estava me apresentando a matriz do Eu Superior. Eu não era comprometido com uma religião em particular. Assim isto é o que estava me sendo respondido durante a minha experiência de vida após a morte.

 

Quando eu pedi à Luz que continuasse me esclarecendo, me explicando, compreendi o que é a matriz do Eu Superior. Nós temos uma grade ao redor do planeta onde todos os Eus Superiores estão conectados.

 

Esta é como uma grande companhia, um próximo nível sutil de energia ao nosso redor, o nível espiritual vocês poderiam dizer. Então, após dois minutos, eu pedi mais esclarecimentos. Eu queria realmente saber do que se tratava o Universo, e estava preparado para ir neste momento. Eu disse: "Eu estou preparado. Leve-me"

Então a Luz se transformou na coisa mais maravilhosa que eu já vira: uma mandala de almas humanas neste planeta. Agora eu cheguei a isto com a minha visão negativa do que estava acontecendo no planeta. Assim, quando eu pedi à Luz que continuasse me esclarecendo, eu vi nesta magnífica mandala como todos nós somos belos em nossa essência, em nosso âmago. Nós somos as criações mais magníficas.

 

A alma humana, a matriz humana que todos fazemos juntos, é absolutamente fantástica, elegante, exótica, tudo. Eu não posso dizer o suficiente sobre como isto mudou a minha opinião dos Seres Humanos neste instante. Eu disse: "Oh, Deus, eu não sabia quão belos nós somos." Em qualquer nível, elevado ou inferior, em qualquer forma em que estejamos, você é a mais bela criação.

 

As revelações vindas da Luz pareciam continuar mais e mais. Então eu perguntei à Luz: "Isto significa que a Humanidade será salva?" Então como um som de trombeta com uma abundância de luzes em espiral, A Magnífica Luz se expressou: "Lembre-se disto e nunca se esqueça: Você se salva, se redime e se cura. Você sempre o faz. Você sempre o fará. Você foi criado com o poder de fazer isto desde o início do mundo."

 

Neste instante eu compreendi até mais. Eu compreendi que JÁ FOMOS SALVOS, e nos salvamos porque fomos designados a nos auto-corrigirmos como o resto do Universo de Deus. É disto que se trata a segunda vinda. Eu agradeci à Luz de Deus com todo o meu coração. A melhor coisa que eu pude fazer foram estas simples palavras de apreciação: "Oh, querido Deus, querido Universo, querido Eu Superior, eu Amo a Minha Vida."

 

A Luz parecia me inspirar até mais profundamente. Era como se a Luz estivesse me absorvendo completamente. A Luz do Amor é, neste dia, indescritível. Eu entrei em outro reino, mais profundo do que o último e me conscientizei de algo mais, muito mais. Era um enorme fluxo de luz, vasto e pleno, profundo, no Centro da Vida. Eu perguntei o que isto era.

 

A Luz respondeu: "Este é o RIO DA VIDA. Beba desta água maná para a satisfação do seu coração." Assim eu fiz. Eu dei um grande gole e então outro. Beber da própria Vida! Eu estava em êxtase.

 

Então a Luz disse: "Você tem um desejo." A Luz sabia tudo sobre mim, tudo: passado, presente e futuro. "Sim!" eu sussurrei.

 

Eu pedi para ver o resto do Universo, além de nosso sistema solar, além de toda a ilusão humana. A Luz então me disse que eu poderia acompanhar o Fluxo. Eu assim fiz, e fui levado através da Luz, no final do túnel. Eu senti e ouvi uma série de sons muito suaves. Que ímpeto!

 

Subitamente pareceu que eu fui lançado para fora do planeta neste fluxo da Vida. Eu vi a Terra escapar. O sistema solar, em todo o seu esplendor, girou rapidamente e desapareceu. Mais rápido do que a velocidade da luz, eu voei através do centro da Galáxia, absorvendo mais conhecimento enquanto eu prosseguia. Eu aprendi que esta Galáxia, e todo o Universo, está repleto de muitas variedades diferentes de VIDA. Eu vi muitos mundos. A boa notícia é que não estamos sozinhos neste Universo!

 

Enquanto eu era conduzido neste fluxo da consciência, através do centro da Galáxia, o fluxo estava se expandindo em surpreendentes ondas de energia. Os grandes agrupamentos de Galáxias, com toda a sua antiga sabedoria, passavam velozmente. Inicialmente eu pensei estar indo para algum lugar, viajando realmente. Mas então eu compreendi que enquanto o fluxo estava se expandindo, a minha própria consciência estava também se expandindo para absorver tudo no Universo! Toda a criação passou por mim. Era um milagre inimaginável! Verdadeiramente eu era uma Criança Maravilhada, um bebê no País das Maravilhas!

 

Neste ponto, eu me encontrei em uma profunda tranqüilidade, além de todo o silêncio. Eu podia ver ou perceber ETERNAMENTE, além do Infinito.

Eu estava no Vazio.

 

Eu estava na pré-criação, antes do Big Bang. Eu tinha passado para o início do tempo/a Primeira Palavra/a Primeira Vibração. Eu estava no Olho da Criação. Eu senti como se estivesse tocando a Face de Deus. Não era um sentimento religioso. Simplesmente, eu era uno com a Vida Absoluta e a Consciência.

Quando eu digo que podia ver ou perceber eternamente, quero dizer que podia experienciar toda a criação se gerando. Era sem início e sem fim. Este é um pensamento da expansão da mente, não é?

 

Os cientistas percebem o Big Bang como um evento singular que criou o Universo. Eu vi durante a minha experiência de vida após a morte que o Big Bang é somente um de um número infinito de Big Bangs, criando Universos infinitamente e simultaneamente. As únicas imagens que até podem chegar perto em termos humanos seriam aquelas criadas por super computadores usando equações geométricas fractais.

 

Os antigos sabiam disto. Eles diziam que Deus tinha criado periodicamente novos Universos ao expirar e re-criou outros Universos ao inspirar. Estas eras eram chamadas de Yugas. A ciência moderna chamou a isto de Big Bang. Eu estava em absoluta e pura consciência. Eu podia ver ou perceber todos os Big Bangs ou Yugas criando e re-criando a si mesmos. Instantaneamente eu entrei em todos eles simultaneamente. Eu vi que todo e cada pequeno fragmento da criação têm o poder de criar. É muito difícil tentar explicar isto. Eu ainda estou atônito em relação a isto.

 

Foram necessários anos depois que retornei da minha experiência de quase morte para assimilar quaisquer palavras sob qualquer condição para a experiência do Vazio. Eu posso lhes dizer isto agora: O Vazio é menos do que nada, entretanto é mais do que tudo o que é! O Vazio é o zero absoluto, o caos formando todas as possibilidades. É a Consciência Absoluta, muito mais do que a Inteligência Universal.

 

O Vazio é o vácuo ou o nada entre todas as manifestações físicas. É o ESPAÇO entre os átomos e os seus componentes. A ciência moderna começou a estudar este espaço entre tudo. Eles o chamam de ponto Zero. Sempre que eles tentam avaliá-lo, os seus instrumentos disparam na escala, ou para o infinito, assim falando. Eles não têm nenhum meio de avaliar corretamente o infinito. Há mais do espaço zero em seu próprio corpo e o Universo de que qualquer outra coisa!

 

O que os místicos chamam de Vazio não é um vazio. Ele é tão cheio de energia, um tipo diferente de energia que criou tudo o que somos. Tudo, desde o Big Bang, é vibração, desde a primeira Palavra, que é a primeira vibração. O "EU SOU" bíblico tem um ponto de interrogação depois dele. "EU SOU - O QUE EU SOU?" Assim a criação é Deus explorando o Eu Divino através de cada modo imaginável, em uma exploração contínua, infinita, através de cada um de nós. Eu comecei a ver durante a minha experiência de quase-morte que tudo o que existe, é o Eu, literalmente o seu Eu, o meu Eu. Tudo é o grande Eu. É por isto que Deus sabe até quando uma folha cai. Isto é possível porque onde quer que vocês estejam é o centro do Universo. Onde qualquer átomo esteja, este é o centro do Universo. Há Deus nisto, e Deus no Vazio.

 

Enquanto eu estive explorando o Vazio durante a minha experiência de vida após a morte e todos os Yugas ou criações, eu estive completamente fora do tempo e espaço como os conhecemos. Neste estado expandido, eu descobri que a criação se refere à Consciência Pura Absoluta, ou Deus, vindo à Experiência da Vida como a conhecemos. O próprio Vazio é destituído de experiência. É a pré-vida, antes da primeira vibração. A Divindade se trata mais do que a Vida e a Morte. Portanto, há até mais do que Vida e Morte para experienciar no Universo!

 

Quando eu compreendi isto, eu concluíra com o Vazio e quis retornar a esta criação, ou Yuga. Parecia que era a coisa natural a fazer. Então subitamente eu voltei através da segunda Luz, ou o Big Bang, ouvindo mais e vários estrondos suaves. Eu viajei no fluxo da consciência novamente através de toda a criação, e que viagem foi! Os super agrupamentos de Galáxias passaram por mim com até mais insights. Eu passei através do centro de nossa Galáxia, que é um buraco negro. Os buracos negros são os grandes processadores ou recicladores do Universo.

 

Você sabem o que está do outro lado de um buraco negro? Nós estamos; a nossa Galáxia, que foi reprocessada de outro Universo. Em sua total configuração de energia, a Galáxia parecia uma fantástica cidade de luzes.... Toda a energia neste lado do Big Bang é Luz. Cada sub-átomo, átomo, estrela, planeta, até a própria consciência é feita de Luz e tem uma freqüência e/ou partícula. A vida é a coisa viva. Tudo é feito da Luz de Deus, tudo é muito inteligente.

 

Enquanto eu viajava mais e mais no fluxo, eu pude eventualmente ver uma Luz imensa vindo. Eu sabia que ela era a Primeira Luz; a Matriz de Luz do Eu Superior de nosso Sistema Solar. Então todo o Sistema Solar apareceu na Luz, acompanhado por um daqueles suaves estrondos.

 

Eu pude ver toda a energia que este Sistema Solar gera, e é um inacreditável show de Luz! Eu podia ouvir a Música das Esferas. Nosso Sistema Solar, como todos os corpos celestiais, gera uma matriz única de Luz, som e energias vibratórias. Civilizações avançadas de outros sistemas estelares podem localizae a Vida, pois a conhecemos no Universo pela matriz de energia ou vibratória impressa. É o jogo da criança. A criança maravilhosa da Terra (os Seres Humanos) fazem uma abundância de sons agora, como crianças que brincam no quintal do Universo.

 

A Luz me explicou que não há morte; nós somos Seres imortais. Nós estivemos eternamente vivos! Eu compreendi que somos parte de um sistema natural de vida que se recicla infinitamente. Nunca me foi dito que eu tinha que retornar. Eu sabia apenas que iria. Isto era natural, a partir do que eu tinha visto durante a minha experiência de vida após a morte

 

Eu não sei quanto tempo eu estive com a Luz, no tempo humano. Mas chegou um momento em que eu compreendi que todas as minhas questões tinham sido respondidas e o meu retorno estava próximo. Quando eu digo que todas as minhas questões foram respondidas do outro lado, eu quero dizer apenas isto. Todas as minhas questões foram respondidas. Cada humano tem uma vida diferente e uma série de questões para explorar. Algumas de suas questões são universais, mas cada um de nós está explorando esta coisa que chamamos de Vida de nosso próprio e único meio. Assim é cada outra forma de vida, das montanhas a cada folha em cada árvore.

 

Isto é muito importante para o resto de nós neste Universo. Porque tudo isto contribui com a Grande Cena, a plenitude da Vida. Nós somos literalmente Deus explorando o Eu Divino em uma Dança infinita da Vida. Sua singularidade intensifica toda a Vida.

 

Quando eu comecei o meu retorno ao ciclo da vida, nunca passou pela minha mente, nem me foi dito, que eu retornaria ao mesmo corpo. Isto já não importava. Eu tinha completa confiança na Luz e no processo da Vida. Enquanto o fluxo se fundia com a grande Luz, eu pedi para que nunca me esquecesse das revelações e dos sentimentos do que eu tinha aprendido do outro lado.

 

Havia um "Sim". Parecia um beijo para a minha alma.

 

Então novamente eu fui levado de volta através da Luz, no reino vibratório. Todo o processo reverteu, até com mais informações me sendo dadas. Eu voltei para casa, e me foram dadas lições em minha experiência de quase morte da mecânica da reencarnação. Foram-me dadas respostas a todas estas pequenas questões que eu tinha: "Como isto funciona? Como aquilo funciona?" Eu sabia que eu seria reencarnado.

 

A Terra é um grande processador de energia, e a consciência individual evolui a partir disto em cada um de nós. Eu pensei em mim mesmo como um humano pela primeira vez, e eu estava feliz ao saber disto. Do que eu vi, eu estaria feliz em ser um átomo neste Universo. Um átomo. Assim ao ser uma parte humana de Deus - esta é a bênção mais fantástica. É uma bênção além de nossa mais extraordinária apreciação do que uma bênção possa ser. Para todos e cada um de nós ser a parte humana desta experiência, é surpreendente e magnífico. Todos e cada um de nós, não importa onde estejamos, confusos ou não, é uma bênção para o planeta, bem onde estamos.

 

Eu passei pelo processo de reencarnação esperando ser um bebê em algum lugar. Mas me foi dada uma lição de como a identidade individual e a consciência evoluem. Eu fiquei muito surpreendido quando abri os meus olhos. Eu não sei por que, porque o compreendi, mas era ainda uma grande surpresa estar de volta neste corpo, de volta ao meu quarto com alguém me examinando e o choro em seus olhos. Era a minha enfermeira. Ela tinha desistido uma hora e meia depois de ter me encontrado morto.Meu corpo estava duro e inflexível. Ela foi para o outro quarto. Então eu despertei e vi a Luz lá fora. Eu tentei me levantar para ir até ela, mas eu caí da cama. Ela ouviu uma forte pancada, correu e me encontrou no chão.

 

Quando eu me recuperei, eu estava muito surpreso e ainda muito admirado com o que me tinha acontecido durante a minha experiência de quase morte. Inicialmente toda a memória que eu tenho da viagem não estava lá. Eu continuava escapando deste mundo e perguntando: "Eu estou vivo?" Este mundo parecia mais um sonho do que aquele. Em três dias eu estava me sentindo normal novamente, mais lúcido, entretanto, diferente do que eu já sentira em minha vida. A minha memória da minha experiência de quase morte voltou mais tarde. Eu nada podia ver de errado com qualquer Ser Humano que eu já tinha visto. Antes disto eu era realmente crítico. Eu pensava que muitas pessoas estavam realmente erradas. De fato, eu pensava que todos estavam errados, exceto eu. Mas eu me libertei disto tudo.

 

Cerca de três meses depois um amigo disse que eu deveria ser radiografado, então eu fui escaneado e assim por diante. Eu realmente me sentia bem, assim estava temeroso de receber más notícias. Eu me lembro do médico na clínica observando as radiografias anteriores e posteriores e dizendo: "Bem, não há nada aqui agora". Eu disse: "Realmente, deve ser um milagre." Ele disse: "Não, estas coisas acontecem; elas são chamadas de remissões espontâneas." Ele agiu com muita indiferença. Mas aqui era um milagre, e eu estava impressionado, mesmo que ninguém mais estivesse.

 

Durante a minha experiência de quase morte eu tive uma descida no que vocês poderiam chamar de Inferno, e isto foi muito surpreendente. Eu não vi Satã ou o demônio. Minha descida ao Inferno foi uma descida à miséria humana construída de cada pessoa, à ignorância e à escuridão do não conhecimento. Parecia uma eternidade miserável. Mas cada uma dos milhões de almas ao meu redor, tinha uma pequena estrela de Luz sempre disponível. Mas ninguém parecia prestar atenção a ela. Elas estavam muito consumidas com a sua própria tristeza, trauma e miséria. Mas depois do que parecia uma eternidade, eu comecei a evocar esta Luz, como uma criança que clama a um pai por ajuda.

 

Então a Luz se abriu e formou um túnel que veio direto até mim e me isolou de todo este medo e dor. É isto que é realmente o Inferno. Assim o que estamos fazendo é aprender a segurarmos as mãos, a nos unirmos. As portas do Inferno estão abertas agora. Nós nos conectaremos, daremos as mãos e sairemos do Inferno juntos. A Luz veio até mim e se transformou em um imenso Anjo Dourado. Eu disse: "Você é o Anjo da Morte?" Ele me expressou que era a minha alma suprema, a matriz do meu Eu Superior, uma parte muito antiga de nós mesmos. Então eu fui levado para a Luz.

 

Em breve a ciência quantificará o espírito. Isto não será maravilhoso? Nós estamos chegando com aparelhos agora que são sensíveis à energia sutil ou à energia do espírito. Os físicos usam estes desintegradores atômicos para romper os átomos para ver do que eles são feitos. Eles começarão a fazer isto com os quarks (uma das três partículas hipotéticas que constituiriam a base de todas as partículas atômicas conhecidas) e tudo isto. Bem um dia eles chegarão à pequena coisa que une tudo isto, e eles terão que chamá-la... Deus.

 

 Nós já estamos começando a compreender que estamos criando também. Como eu vi, eu fui a um reino durante a minha experiência de quase morte, no qual há um ponto onde passamos por todo o conhecimento e começamos a criar o próximo fractal, o próximo nível. Nós temos este poder de criar, enquanto exploramos. E isto é Deus se expandindo através de nós.

 

Desde o meu retorno eu tenho experienciado a Luz espontaneamente,e tenho aprendido como chegar a este espaço quase que a qualquer momento em minha meditação. Cada um de nós pode fazer isto. Vocês não têm que morrer ou ter uma experiência de quase morte para fazer isto. Isto está em seu equipamento, vocês já são ligados para isto. O corpo é o Ser de Luz mais magnífico que há. O corpo é um Universo de Luz inacreditável. O Espírito não está nos impulsionando para dissolver este corpo. Não é isto o que está acontecendo. Deixem de tentar se tornar Deus; Deus está se tornando vocês. Aqui.

 

Eu perguntei a Deus: "Qual é a melhor religião no planeta? Qual é a certa?" E a Divindade disse, com grande amor: "Eu não me importo." Esta foi uma graça inacreditável. Quando a Divindade disse: "Eu não me importo", eu imediatamente compreendi que é para nós nos importarmos. Isto é importante, porque somos os Seres afetivos. Importa-nos e isto é onde é importante.

 

O que vocês têm é a equação da energia na espiritualidade. A Divindade não se importa se vocês são Protestantes, Budistas, ou seja o que for. Tudo isto é uma faceta exuberante do todo. Eu desejaria que todas as religiões compreendessem isto e se deixassem ser. Não é o fim de cada religião, mas estamos falando do mesmo Deus. Vivam e deixem viver. Cada uma tem uma visão diferente. E tudo isto contribui com a grande cena; tudo isto é importante.

 

Eu visitei o outro lado durante a minha experiência de quase morte com muitos medos sobre o lixo tóxico, os mísseis nucleares, a explosão demográfica, a floresta tropical. Eu voltei amando cada problema. Eu amo o lixo tóxico. Eu amo o cogumelo atômico; esta é a mandala mais sagrada que manifestamos até agora, como um arquétipo. Isto, mais do que qualquer religião ou filosofia na Terra, nos levou juntos, subitamente, a um novo nível de consciência. Ao sabermos que talvez possamos explodir o planeta cinquenta vezes, ou 500, compreendemos finalmente que estamos todos aqui juntos, agora.

 

Por um período eles tiveram que continuar a lançar mais bombas para que compreendêssemos. Então começamos a dizer: "Nós não precisamos mais disto". Agora nós estamos realmente em um mundo mais seguro do que já estivemos, e ele ficará mais seguro. Assim eu voltei da minha experiência de quase morte amando o lixo atômico porque ele nos uniu. Estas coisas são muito importantes. Como Peter Russell poderia dizer, estes problemas estão agora da "condição da alma". Nós temos as respostas da condição da alma. "SIM".

 

O desmatamento da floresta tropical se desacelerará, e em cinquenta anos haverá mais árvores no planeta do que em um longo tempo. Se vocês estão na ecologia, continuem com ela; vocês são esta parte do sistema que está se conscientizando. Continuem com ela com todo o seu poder, mas não fiquem deprimidos. Isto é parte de uma coisa mais ampla.

 

A Terra está no processo de se domesticar. Ela nunca mais será um lugar tão selvagem como foi uma vez. Haverá grandes lugares incivilizados, reservas onde a natureza florescerá. A horticultura e as reservas serão as coisas no futuro. O aumento da população está ficando muito próximo ao limite ótimo da energia para provocar uma mudança na consciência. Esta mudança na consciência mudará a política, o dinheiro, a energia.

 

Depois de morrer, passar por minha experiência de quase morte e voltar, eu realmente respeito a vida e a morte. Em nossos experimentos do DNA, podemos ter aberto a porta para um grande segredo. Em breve seremos capazes de viver contanto que queiramos viver neste corpo.

 

Após viver 150 anos aproximadamente, haverá uma percepção intuitiva da alma que vocês gostarão de mudar os canais. Viver eternamente em um corpo não é tão criativo quanto a reencarnação, quando transferimos a energia neste vórtice fantástico de energia em que estamos. Nós veremos realmente a sabedoria da Vida e da Morte, e a apreciaremos.

 

Este corpo, em que vocês estão, tem estado vivo eternamente. Ele vem de um Fluxo da Vida interminável, voltando ao Big Bang e além.

 

Este corpo dá vida à próxima vida, em energia densa e sutil.

 

Este corpo sempre esteve  vivo.

 

 

Patricia Diane Cota-Robles

http://eraofpeace.org

Tradução: Regina Drumond  

 

 
Category : CIÊNCIA, TECNOLOGIA, ESPIRITUALIDADE Print

| Contact author |