"> GRÃOS DE AREIA... a perfeição da Cr - ASTROLOGIA CÁRMICA | Bloguez.com - Bloguez.com
 

 GRÃOS DE AREIA... a perfeição da Criação !

22/2/2011

 

 

- OI, TERCEIRO GRÃO!!!


Que bom que você está aqui!
Não somos mais tão somente dois grãos que se encontraram, agora somos três!
O que você sente em relação a isso?

Sabe o que eu estou começando a lembrar?
Que no meu caso, num belo dia, eu estava no meu lugar, lá na praia, e então veio um vento fortíssimo, terrível, e me levou pra longe do meu lugar. Nossa, quanto medo eu senti na hora e continuei sentindo, pois estava perdido, sem saber o que seria de mim... e onde eu terminaria.

Comentei isso com o outro grão e ele me disse que lembrara que ele não saíra da praia por causa da ventania e sim porque veio uma onda e o levou para dentro do mar.

Verdade!!! (oi! Sou eu! O segundo grão de areia!)
Estranho? Mas esse é nosso jeito de conversar...
Eu sempre escreverei em AZUL... porque é a cor que me faz lembrar o mar....
O mar com suas ondas... às vezes calmas, outras violentas...
E foi numa dessas ondas que eu me deixei levar e comecei a afundar....


E você?
Você sabe porque não está na praia?
Será que você grudou na sola do chinelo de alguém que esteve lá apreciando a beleza, a paz da Criação?

E aqui estou eu tentando descobrir sobre você, como se apartou da praia.
Você lembra?

Se não lembra, e está aqui nos lendo, você está prestes a se lembrar!

Sabe? Não é nítido ainda, mas me parece que o vento me levou muito longe e eu caí no meio de pedras, num vão tão profundo. E que comecei a sentir um desespero tão grande: como sairia de lá, como voltaria? E começou todo o drama que só serviu para me desgastar mais e mais. Aí, na minha mente, só passava a ideia de que teria de haver um furacão para conseguir me tirar daquele vão.

Caramba! Aconteceu!
Saí daquele vão por causa de uma ocorrência tenebrosa!
Vamos ver o que virei a me lembrar...

Quanto a mim.... a onda me levou...

(na verdade eu queria me aventurar no azul do mar....)
Fui láaaa para o fundo... que não era tão azul como eu pensava...
Conheci um tubarão... foi difícil a convivência...
E, quando eu me achava irremediavelmente perdido, um grãozinho solto e perdido, senti uma brisa no coração... Me lembrei da praia, dos outros grãos que eu deixara para trás e, numa total entrega interna, eu pedi: "Pai... quero voltar para a minha praia.. "e o “milagre” aconteceu!

Uma onda de AMOR e LUZ me arrebatou do fundo do mar e....

Voltei!!!!!

E quero também saber de meu companheiro grão se ele se lembra de mais alguma coisa.
Se ele lembrou, com toda certeza irá nos contar.

Além das experiências no fundo do mar, que não foram lá muito fáceis, eu posso garantir que aprendi muito com tudo isso... Hoje sei que sou um grão... mas que não estou sozinho e sou parte integrante dessa praia de Luz!!

Deixemos a praia, o grão e a tentativa de nos expressarmos através de uma figura, de um exemplo.

OK!

Na verdade, em meus devaneios, estou concluindo que de nada vale ficar pensando em como foi ou deixou de ser que acabamos fora de nosso cantinho original.
Vale sim nos lembrarmos quem somos originalmente - de uma coisa não há dúvidas: somos um pedacinho do Criador e Ele se importa conosco - e que não importa mesmo onde estamos, o que fazemos atualmente na nossa luta pela sobrevivência.

Vale sabermos que somos Seres de Amor, e que, reconhecendo ou não, nosso destino é nos reunirmos para então nos unirmos à Beleza, à Harmonia, ao Criador e assim gerarmos mais e mais Amor para transmitirmos àqueles que ainda estão incertos sobre si mesmos ou até que nem sabem quem são.

Concordo!!!

O fato de nos conscientizarmos de nossa real condição de Ser de Amor já nos dá alegria, ânimo, força e paz.

Mas ao atingirmos este belo estado, imediatamente sentimos que há uma lacuna, há algo que falta. E como preencher essa lacuna?

Se há uma lacuna é porque não atingimos ainda um nível de perfeição razoável, afinal, se somos um pedacinho do Criador que é perfeito, então somos perfeitos também!

Exatamente!

(falo pouco mesmo...)

E foi conversando, trocando idéias, devaneios com o outro grão e também lendo, procurando, que descobrimos a mensagem de ontem!

E que mensagem!!!!
MARAVILHOSA!


E realmente, através da mensagem de RAM, constatamos que para nos complementarmos, o que falta é transmitirmos para outros as nossas descobertas.
E olha, começamos a sentir o ímpeto de fazer isso através deste blog antes de termos conhecimento da Paz da Alegria.

Foi mesmo!

Sentimos isso com tanta força dentro de nós que resolvemos iniciar o Blog.

É algo muito acanhado, pequeno, mas nós cremos que ao passarmos, a quem tiver acesso a este blog, essas ínfimas certezas que temos, já estamos um passo mais perto dessa Paz de Alegria, tão importante para que recuperemos a nossa natureza Divina.

Se prestarmos atenção a tudo que nos cerca, não só com o coração, mas com a mente, com os olhos, com os ouvidos, nós veremos a harmonia, nós veremos a perfeição, o ciclo. E é durante essa observação que constatamos que está na simplicidade, na docilidade, na compreensão para com os outros, na admiração de uma flor, no ar fresco que você pode respirar quando está próximo à vegetação - não sei se você sabe, mas estamos bem no meio da cidade de São Paulo! - nos maravilhosos tons de azul, de laranja, de vermelho que vemos no céu, o perfume que a terra exala quando a chuva cai sobre ela, o som suave e compassado das gotas caindo, às vezes intercalado pelo ribombar dos trovões, os lindos colares de diamantes que se formam nos fios e que reluzem a luz, o canto dos pássaros, o som do vento nas folhas, ou mesmo nas frestas entre os prédios, no tilintar dos sinetes que colocamos fora de casa e esperamos o vento fazê-los soar... e é nesse momento em que nos concentramos nesses detalhes, que podemos limpar nossos pensamentos das coisas de nosso dia a dia.

E ver e sentir a poesia, amor e beleza da criação...

E limpando esses pensamentos, estamos indo para dentro de nós mesmos e tocando suavemente o divino que há em nós.

Estando presentes no AGORA....

Para nós, os dois grãos, é nesse momento que sentimos o afluir de um amor muito grande por tudo e por todos.

Verdade.... é um sentimento tão forte que mal parece caber no peito...

Ah, como queríamos compartilhar isso com todos, ensinar a todos como chegar a isso.

E chegarão com certeza! :-)

Não precisa ser muito tempo, só alguns instantes que irão inspirar você para enfrentar mais um dia nesta vida dissociada, estranha, que nós sabemos que não é a nossa realidade.

Portanto, terceiro grão, nós esperamos de coração que você possa se sintonizar às maravilhas desta vida e que você também possa passar essas singelas ações que proporcionam tanto bem a nós, e assim, entre para esta corrente que queremos fazer para irmos encontrando dia a dia mais um grão que, mesmo à distância, pode se unir energeticamente a você e a nós para que então todos juntos criemos uma praia.

Isso!!!
Sintam-se inteiramente à vontade para escreverem suas experiências e sentimentos sobre a Alegria e a Paz do despertar interno!

Transbordando de amor, de alegria, de prazer e de confiança, envio-lhe a energia que está contida em um beijo e um abraço bem apertado.

Bemmm apertado na Alma!!
Grão 2

 

Fonte: http://blogsintese.blogspot.com/2009/07/graos-de-areia.html

contribuição de Cris Kauer

Category : PENSAMENTOS, BIOGRAFIAS, ENTREVISTAS, CRONICAS Print

| Contact author |