"> ACOLHENDO A SAGRADA AUTONOMIA - - ASTROLOGIA CÁRMICA | Bloguez.com - Bloguez.com
 

 ACOLHENDO A SAGRADA AUTONOMIA - METATRON

15/7/2010

 

Saudações, Queridos! Eu sou Metatron, Senhor da Luz. Bem-vindos a esta reunião. Envolvemos cada um de vocês num vetor de Amor Incondicional especialmente criado; um vetor de espaço não-linear que é aberto exclusivamente enquanto cada um de vocês lê estas palavras, no espaço e tempo escolhido por si próprio.

A atual fase de tempo linear no seu planeta é uma ocasião particularmente oportuna para auto-revisão e isolamento. Mestres, muitos de vocês, especialmente os que estão com mais de 49 anos (7 ciclos de 7 anos), encontram-se num estado de isolamento, depois que os cônjuges se foram, relacionamentos terminaram e contratos matrimoniais chegaram ao fim. E embora esse caminho muitas vezes seja um tanto solitário e difícil, e possa parecer antinatural para muitos de vocês, ele tem um propósito. Por isto lhes dizemos que usem este tempo sabiamente, que o acolham. Vocês estão à beira de uma importante formatura.

Há uma mensagem que se repete em muitos dos seus textos religiosos, que diz: Existe um tempo para tudo, existe um tempo para cada propósito sob o Céu.”

Com certeza existe um tempo para a solidão. A Solidão Divina é uma condição nobre, que oferece saltos quânticos em termos de crescimento, quando compreendida e reconhecida pelo seu propósito profundo. Vejam que, no fim das contas, o Eu Divino é totalmente solitário na sua busca final pela onipotência.

Como vocês mesmos dizem, a alma chega à Terra sozinha e o espírito parte da Terra sozinho também. Os Mestres Ascensos que caminharam pela Terra buscaram o isolamento durante milênios, nas suas encarnações anteriores à conquista da Maestria. E assim acontece com muitos de vocês.

Queridos, muitos de vocês, que se acham sozinhos neste momento, acreditam que devem encontrar um companheiro. Muitos de vocês procuram sua “alma gêmea”, sua chama gêmea. Mas lhes dizemos que muitas almas adiantadas estão sozinhas porque assim o planejaram. Certamente este é um compromisso especial e nobre. Este é o momento para a Divina Solidão; solidão para aqueles que buscam a luz santificada, pois os que procuram o que é chamado de “iluminação consagrada” escolheram períodos específicos de suas vidas para estarem a sós por algum tempo. Isto não quer dizer que estarão sempre sós, mas simplesmente que escolheram a solidão por um tempo, para “trabalharem o Eu”, para alcançarem a auto-estima. Entre as almas que buscam a Maestria, aproximadamente uma entre cada três encarnações é escolhida para a solidão.

AMAR A SI MESMO É UM REQUISITO - O amor por si mesmo é uma condição que muitos perderam, principalmente os de herança Cristã. O Cristianismo, com seu conceito de pecado original, ensinou-lhes que vocês desvirtuaram sua natureza e que precisavam de perdão. Vocês passaram muitas vidas prostrados, pedindo perdão pelo que são. Perderam o sentido da sua divindade, e acharam que era mais fácil dar do que receber. O equilíbrio se perdeu.

Agora lhes dizemos que à medida que a Terra se transforma para a nova Era Cristalina, a natureza da ressonância de energia e o alcance dimensional do planeta se expandem. Há uma diminuição da influência da dualidade/polaridade para aqueles de vocês que escolherem se entender para além da terceira dimensão. 

Vocês podem perguntar se a solidão ou a parceria traz mais progresso para a alma. A pergunta é oportuna e especialmente pertinente para muitos de vocês que estão no alvorecer da Ascensão. A resposta breve é que ambas – tanto a parceria quanto a solidão – têm o seu propósito divino… e nós enfatizamos a palavra AMBAS. Muito se ganha estando num relacionamento amoroso e comprometido. Esta é a circunstância natural na maioria das jornadas no plano da Terra. Mas, Mestres, nós lhes dizemos que também existe um grande propósito na solidão. De fato, ela é necessária.

Não é nenhum equívoco que inúmeras pessoas que estão nos passos finais do seu caminho de iluminação estejam sós neste período. Agora é o prelúdio da chegada da Ascensão. Se você estiver entre essas pessoas, lhe dizemos que talvez sua solidão seja apropriada. Talvez seja como deveria ser. Pois foi assim que muitos de vocês planejaram. Entretanto muitos sentem que a solidão é demais para se suportar e que devem procurar um parceiro… a esquiva chama gêmea. Queridos, existe muita confusão ao redor do conceito de chama gêmea, de “alma gêmea”, e do papel e natureza da parceria ideal na Maestria do Eu.

SOLIDÃO E NÃO-DEPENDÊNCIA - O propósito da solidão é ser um período de sublime reverência por si mesmo. Sua vida e sua experiência neste plano é sua própria criação, sua própria tapeçaria viva, tecida por sua crença individual. Na solidão, a alma é induzida à auto-revisão e lhe é dada oportunidade para mergulhar nas profundezas das suas águas internas, para nadar no oceano de SI MESMO e, assim fazendo, redescobrir o amor dentro de si, aprender que você é verdadeiramente uma centelha brilhante de Deus.

Os relacionamentos são um meio de refletir a afetividade do seu sistema de crenças, e – dito de uma forma simples – lhe dar um “feedback” sobre o que está funcionando e o que não está. A separação exige que o indivíduo explore a si mesmo, para se re-familiarizar com o horizonte interior, e isto facilita e exige autonomia. Autonomia é a predominância da Maestria.

Um relacionamento entre dois seres humanos autônomos e não-dependentes tem um equilíbrio maior, mais criatividade e mais longevidade do que uma parceria entre dois seres co-dependentes. Entendem?

No final, cada alma deve definir claramente o EU de modo a alcançar a Maestria. A  Maestria do Eu é incorporada nos períodos de isolamento planejado. É nesses períodos que a impecabilidade se cristaliza. E nós lhes dizemos, Queridos, que a cristalização através da impecabilidade é uma fase necessária da Auto-Maestria. É uma ocasião de calibração na jornada multidimensional. Entra-se no vazio, no grande mistério, em busca de fortaleza de espírito e visão soberana, a sós, sem um ombro onde se apoiar. E no processo, descobre-se a sublime inteireza e a auto-realização. 

Não entendem erradamente o que queremos dizer; existe um grande valor no casamento, no aspecto natural do companheirismo de almas. Mas, conclusivamente, cada um caminha pela senda da Maestria a sós e com autonomia.

Um indivíduo se torna iluminado quando aprende a transcender o eu físico. Cada um de vocês deve se esforçar para finalmente conquistar o que temos chamado de “impecabilidade”. A impecabilidade é a cristalização ou limpidez uniforme da alma, e é uma virtude necessária à Maestria. Isto envolve a liberação da dependência, a liberação de tudo que não serve à sua divindade. É um reinício e uma reprogramação de tudo o que você é.

Já dissemos que a linguagem, a estrutura da dimensão superior é a geometria sagrada. A impecabilidade é a clareza geométrica da mente da alma. Quando você se define através da impecabilidade, torna-se cristalino e, assim, mais capacitado para a Consciência Divina dentro da luz geométrica de planos superiores coerentes. Você só consegue isto decidindo quem você é, no que acredita, e vivendo de acordo com isso, reconhecendo suas verdades e se alinhando totalmente com elas.

PERGUNTA: Você está dizendo que relacionamentos como  casamento não são nossas uniões essenciais?

METATRON: Lembrem-se que, nos planos superiores, vocês estão em sagrada Unidade, todos fazendo parte do Divino Um. Portanto, em termos de experiência na dualidade, a resposta à sua pergunta é sim. Neste contexto, SIM! Mestres, na realidade superior, vocês são uma consciência múltipla unificada.

Os relacionamentos, na experiência linear da dualidade, são um meio e não um fim. Estamos dizendo que os relacionamentos amorosos são ferramentas sagradas e prazerosas para se alcançar a Auto-Maestria, mas que na jornada de cada alma, há uma necessidade final de se crescer em autonomia. O ser autônomo é um ser auto-suficiente, que realmente não depende de outro para nada. Tal dependência conceitual pode ser um impedimento para a Maestria.

Na verdade, você se funde em autonomia com a sua outra metade, aquela outra parte da sua alma que se separou na expressão da dualidade. Cada um de vocês tem um componente masculino e um feminino, e a outra metade se junta novamente no Eu Divino Integral, antes de se elevar ao plano superior.

Muitos de vocês consideram que a alma gêmea e a chama gêmea são a mesma. É só a sintaxe que se parece. Os verdadeiros significados são diferentes. A chama gêmea é a outra metade da mesma alma, que foi dividida na dualidade, e estas raramente estão juntas na fisicalidade. A “alma gêmea”, nos nossos termos, é uma outra alma com a qual você combinou de viverem juntos na dualidade física, com o propósito de desenvolverem e explorarem o amor com outra alma. É um movimento em direção a um propósito comum.

O aparente paradoxo nos relacionamentos lineares – aqueles ligados ao conceito de “almas gêmeas” e não de chamas gêmeas – é que um relacionamento entre dois seres autônomos, não-dependentes, é muito mais feliz, mais equilibrado, mais ligado ao divino, e tem mais oportunidade de progresso do que um relacionamento baseado na co-dependência. Entendem?

Neste  momento, neste agora, muitos de vocês estão realmente fundindo-se com sua chama gêmea (não-física), e moldando sua sagrada totalidade em uma só fisicalidade, de modo a entrar no reino cristalino da inteireza. Na maioria dos casos, esta reconexão da alma é alcançada na solidão ou na autonomia de relacionamentos de não dependência.

Portanto dizemos a cada um de vocês: acolha o período de SOLIDÃO AUTÔNOMA que você mesmo escolheu, pois ele é um sinal da intenção da sua alma de entrar na Maestria da Mer-Ka-Na Cristalina.

O FEMININO DIVINO - Acrescentamos que muitos que estão vivendo no gênero feminino escolheram papéis particularmente eficazes para o equilíbrio do planeta neste momento. Não é verdade que o planeta se desequilibrou devido a um excesso de energias patriarcais durante milênios? É por isto que se têm a impressão que a grande maioria dos seres atraídos para a “Nova Era” é do gênero feminino – para ancorar o Feminino Divino, percebem?. As mulheres foram condicionadas e rotuladas, no seu paradigma atual, como o “sexo frágil”. Nada poderia estar mais longe da verdade!

Muitas mulheres, que hoje se encontram solteiras, são condicionadas a sentir que precisam de um parceiro. Mais uma vez dizemos a cada uma delas: acolha a sua solidão. Você a escolheu, e nós a honramos pelo caminho que escolheu.

O ideal para o planeta não é ser feminino nem masculino, mas estar num equilíbrio perfeito entre AMBOS. Porém, no momento, ele ainda está num desequilíbrio de ressonância patriarcal. Honramos aquelas que estão numa biologia feminina; sua força está realmente progredindo na criação de um equilíbrio sustentador.

Na verdade, a super-alma é andrógina, completa em si mesma, auto-suficiente. Isto não significa que o amor não seja a base frequencial da alma; ele certamente é a vibração mais elevada. É a ressonância que é produzida pela Alma Ascensionada para o Cosmos e refletida de volta como um harmônico coletivo de amor cristalino. Haverá um tempo em que aqueles de vocês que fizeram o papel de almas gêmeas se individualizarão e, como vocês dizem, partirão em alegria. A alma evoluída, ao atingir a onipotência, tornar-se-á perfeitamente auto-suficiente, e assim irradiará amor incondicional e maravilhoso para TODOS. É assim que deveria ser, é assim que deve ser. É assim que vocês Ascendem.

ACOLHENDO A AUTONOMIA - Vejam que a graduação final da alma é realizada em parceria. É realizada dentro do EU Divino, em harmonia universal com Tudo Que Existe. Entendem? Esta é a ativação do Eu para a ressonância divina do Campo Cristalino Quântico. A separação deve ocorrer osmoticamente antes da reunião coletiva final; deve ocorrer para permitir a união das partes separadas no TUDO QUE É. Isto é o que cada um de vocês É. É o EU SOU O QUE SOU.

 A nossa questão aqui é: se você estiver só, reconheça o propósito dessa Solidão; se estiver num relacionamento, aperfeiçoe-o, embelezando-o com o amor maior da não-dependência. Certamente você descobrirá que o amor se expande e o relacionamento se torna mais perfeito e maravilhoso na não-dependência; da mesma forma que está descobrindo que relacionamentos de co-dependência são vias de mão-única, são desequilibrados e fracassam.

Na autonomia, o ser humano vai se ver como um ser “inteiro” e não como sendo propriedade do parceiro ou a “melhor metade” de alguém. Cada um levará para o relacionamento a totalidade do seu EU completo, integral, num fluxo sadio de energia, de um modo que geralmente não acontece hoje. Existem pontos, que são combinados com antecedência, e que permitem a liberdade de escolha e a mudança, mesmo que esta mudança seja para terminar a parceria. Na autonomia, os indivíduos compartilham o melhor de si mesmos, sem compromisso de ideais. Cada um reconhece a divindade do outro e mantém a integridade do seu próprio EU. 

Cada um vai arcar com suas próprias promessas – promessas e escolhas de um novo paradigma – mas haverá caminhos e oportunidades de ajustes e possibilidades de revisão dos termos, o que permitirá maior reconhecimento do EU. Isto terá o propósito de prevenir bloqueios de energia e reduzir casamentos não funcionais, complicações de divórcio e processos legais, entendem?

Alguns relacionamentos nestas condições realmente durarão uma vida inteira, outros não. Mas o arquétipo da autonomia será suportado melhor por ambos, baseado na escolha e acordo mútuo dos termos de cada indivíduo. E, deste modo, a independência tornar-se-á prazerosa, sem que um parceiro seja dominador e imponha suas crenças, moralidade e vontade ao outro.

Atualmente, a humanidade como um todo realmente não reconhece nem entende sua alma, seu EU Divino. Infelizmente o Eu é orientado para o plano da personalidade do ego pelas massas. É verdade que agora existe no planeta um coeficiente de luz maior do que em qualquer outra época, graças aos que despertaram, mas estes ainda são apenas cerca de 10% da população de mais de oito bilhões. Este número é suficiente para provocar a Ascensão, mas ainda há muito a ser feito.

A RELIGIÃO E O NOVO PARADIGMA - A religião, no novo paradigma, deve ser individualizada, deve reconhecer verdadeiramente a natureza do EU, a natureza da ALMA DIVINA. Nenhuma das religiões do seu mundo responde a estas questões hoje. Nenhuma das suas religiões responde às perguntas sobre as verdadeiras origens multidimensionais Cósmicas e Extraterrestres do ser humano. E isto deverá ser compreendido no novo paradigma. Nenhuma das suas religiões predominantes pode demonstrar, de um modo exato e absoluto, a verdadeira história do ser humano na Terra. Portanto atualmente não existe nenhuma religião verdadeira no planeta. A maioria é comprada e vendida em modelos pré-regulamentados. Cada uma afirma que conhece o caminho para Deus, que é capaz de levar as pessoas a Deus, mas nenhuma realmente faz isso. Cada uma tem seus dogmas, cada uma tem sua hierarquia e seus controles.  Hoje o ser humano procura DEUS mais fervorosamente do que em qualquer outra época no planeta, e esta busca, por si só, tem o potencial de trazer a luz. Poucos professores religiosos são verdadeiros professores… talvez sejam estudiosos, mas não professores verdadeiros, entendem? Outros são charlatões, mesmo entre os metafísicos e os da chamada “Nova Era”. Poucos que afirmam canalizar Mestres Ascensos ou Anjos realmente o fazem.

DISCERNIMENTO - Quando não se mantém a integridade, a conexão com o espírito verdadeiro é desligada. E todos que são humanos estão sujeitos a entrar e sair da integridade. Na verdade, o caminho da Ascensão é a capacidade de cada alma de se elevar até seu Eu Superior. Volte-se para o seu interior e encontre sua própria divindade dentro do seu coração; sem seguir cegamente um guru, um evangelizador, canalizador ou líder espiritual, mas através do seu próprio EU. Querido, aceite apenas o que você,  pessoalmente, sente que ressoa como verdadeiro, e não dê o seu poder a outrem. Cada um de vocês pode e deve canalizar seu próprio Eu Superior. Estude, observe, ouça, discirna, reveja e aceite apenas o que ressoa dentro de você.

 Mestre, o caminho para o divino é através da sagrada autonomia do EU. E, na Ascensão, o caminho para o EU Superior é através da autodefinição e da busca desse aspecto de Deus no seu interior, com o grande desejo que está incrustado na sua alma. Estude, busque e trabalhe! Existem poucas esperanças para os preguiçosos. Você está aqui para conhecer o desconhecido! Trabalhe nisso! Seja um guerreiro da luz dentro da dualidade, pois as verdadeiras batalhas são internas, pela Auto-Maestria. O caminho não é fácil. Mas na Auto-Maestria se encontra uma energia tão maravilhosa, que o abastece de tudo o que você precisa para seguir adiante, pois existe um outro nível acima de cada um para o qual você ascende. A consciência está em constante expansão

ENCERRANDO - Descubra o seu caminho. Descubra a si mesmo. Ame a si mesmo, ame os outros, ame a divindade no seu interior e dentro de todo mundo! Descubra os aspectos multidimensionais da sua verdadeira Alma. Esta é a nobreza da solidão.  E embora o caminho às vezes seja muito difícil e solitário, saiba que este é o desafio da dualidade, pois “lá em cima” você é inteiro e não lhe falta nada. Mestre, nos planos superiores você está na sua natureza sagrada de totalidade integral, em completa e abundante bem-aventurança.

Eu sou Metatron, Senhor da Luz e compartilho estas VERDADES com todos vocês!

Vocês são Amados.

 … E assim é.

Uma mensagem canalizada por James Tyberonn - Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br  Os direitos autorais desta canalização pertencem a www.Earth-Keeper.com. A publicação em websites é permitida, desde que as informações não sejam alteradas e os créditos do autor e seu site sejam incluídos. Este material não pode ser publicado em jornais, revistas e nem re-impresso sem a permissão do autor. Para pedir permissão, escreva para EarthKeeper@consolidated.net

Category : ESOTERISMO, CANALIZAÇÕES, UFOLOGIA Print

| Contact author |