"> ASTROLOGIA MUNDIAL E A RECESSÃO - ASTROLOGIA CÁRMICA | Bloguez.com - Bloguez.com
 

 ASTROLOGIA MUNDIAL E A RECESSÃO ECONÔMICA

15/5/2010

 

 

TRÂNSITOS PESADOS SEMELHANTES ENTRE OS ANOS 1930 E 2010

 

  1930:                                                          2010:

Plutão quadratura Urano                        Plutão quadratura Urano

Saturno oposição Plutão                         Saturno quadratura Plutão

Saturno quadratura Urano                      Saturno oposição Urano

Júpiter conjunção Plutão                        Júpiter quadratura Plutão

Júpiter quadratura Urano                       Júpiter quadratura Urano

Júpiter oposição Saturno                        Júpiter oposição Saturno

Marte conjunção Urano                           Marte oposição Urano

 

O que lhes parece?

Há apenas um período, nesse ínterim, em que esses MESMOS astros aparecem também sob tensos aspectos: em meados de 1965 e início de 66. No entanto, aí temos Urano e Plutão em conjunção, que apesar de ser um aspecto mais potente do que a quadratrura, também é menos desarmônico.

A década de 30 foi uma época de bancarrota mundial gerada pela quebra das instituições financeiras norte-americanas em decorrência de uma crise de liquidez originada com o grande Crack da Bolsa de Valores. Como se instalou uma grande crise mundial, os artigos não-essenciais deixaram de ser importados pelos países estrangeiros, o que afetou em muito o Brasil, país extremamente dependente de suas exportações agrícolas, especialmente o café. Até essa época, éramos um país monocultor e ainda não industrializado, e o café era o carro chefe da economia brasileira.

Convém lembrar que, tanto na década de 30 quanto na década de 60, tivemos no Brasil golpes no poder instalando ditaduras. Em 1930, o presidente do Brasil era Getúlio Vargas, que ocupou a presidência continuamente até 1945! Em 1964, houve o golpe militar e os militares ocuparam o poder por vinte anos! Assim, temos certa tradição de golpes no poder sob a influência Urano-Plutão. Lembremos que o ascendente do Brasil é Aquário, cujo regente é Urano, o que torna bem evidente essa influência para nós, brasileiros.

A conjunção Urano-Plutão, ocorrida na década de 60, teve como efeito barrar a ameaça comunista. No Brasil, isso significou tirar a presidência de Jango Goulart; nos Estados Unidos, empreender uma guerra contra o Vietnã. Os contatos Urano-Plutão, em Astrologia Mundial, compreendem insurreições de poder de caráter nitidamente autoritário e, geralmente, fortalecendo a elite hegemônica.

O Capitalismo é regido por Urano e os Estados Unidos, como o mais forte país capitalista, também o é.  Urano aflito em 2010 sugere uma forte crise do sistema capitalista e suas instituições, a exemplo do que ocorreu em 1930, em termos globais.

Urano é um astro associado a forças do Capitalismo, inovações tecnológicas, à democracia e, também, revoluções. Mudanças dramáticas e aceleração de condições que provocam ruptura.

Para averiguar isso, convém notar que, quando um novo astro é descoberto, as forças associadas a ele como que emergem ou afloram na Terra. Assim dizendo, é como se o planeta “nascesse” para nós e sua energia é despertada para a consciência terrestre.

Urano foi descoberto por volta de 1780, data próxima à Independência dos Estados Unidos e da Revolução Francesa. Foram não só grandes rupturas com o poder vigente, mas também os embriões de toda a forma de vida ocidental. O Capitalismo incipiente tomou força, os ideais de “liberdade, igualdade, fraternidade” inspiraram a democracia e as formas de governo atuais. Inclusive o ensino universal, em que todos “aprendem” a mesmas coisas, derivou daí, do ideal de dar igualdade de condições a todos.

 Em 2010, Urano estará aflito por Plutão, com suas forças destrutivas,e  em quadratura com Saturno,  o que sugere um duro golpe no capitalismo, com acirramento de combate a forças antagônicas ao poder, mostradas também pela tensão Saturno-Plutão.

Urano-Plutão marca uma época explosiva e disruptiva, de fortes tensões e mudanças no poder. Saturno tensionando Urano promove grande resistência a essas mudanças e, por fim, Saturno em desarmonia com Plutão indica um período altamente autoritário, com uso e abuso do poder. Essa tensão Saturno-Plutão foi bastante comentada recentemente no episódio do World Trade Center Saturno está relacionado a figuras de autoridade, ao poder constituído.

No mundo, os EUA. Por deterem a hegemonia mundial, são o representante máximo desse poder. Já Plutão é associado ao submundo, a forças subversivas,do qual o terrorismo é o expoente máximo em termos de representação. Assim, durante a oposição Saturno-Plutão, em 2001, tivemos esse conhecido episódio representado a tensão entre submundo (Plutão) e a imagem emblemática do poder constituído (EUA – WCT).

Voltando a 2010, além de ser um ano de crise no capitalismo, rupturas no poder, resistência a mudanças e forte emprego de tentativas de manter-se no poder pelos governantes em termos globais, como tendência marcante para o mundo ocidental, haverá forte autoritarismo e emprego de medidas enérgicas.

Os outros aspectos, completando, indicam recessão (Júpiter oposto a Saturno) e entraves ao crescimento, gerando paralisação econômica, e grandes tentativas de manipulação e controle, possivelmente frustradas, apontadas pela quadratura Júpiter-Plutão. Os aspectos de Marte e Júpiter a Urano por volta do meio do ano de 2010 indicam que uma reviravolta brusca e inesperada disparando como gatilho os trânsitos tensos apontados pelos planetas mais lentos.

Ao que tudo indica, revelar-se-á a situação mais crítica para o cenário político-econômico do mundo capitalista desde a década de 30, dada a notável semelhança por serem exatamente os mesmos astros envolvidos em aspectos muito tensos.

 

www.constelar.com.br  publicação em 2005

http://www.nisovianna.com.br/crise_e_2010_8.html

 

Category : ASTROLOGIA, CIÊNCIAS DIVINATÓRIAS Print

| Contact author |