"> SERES ELEMENTAIS, HOMINAIS E - ASTROLOGIA CÁRMICA | Bloguez.com - Bloguez.com
 

 SERES ELEMENTAIS, HOMINAIS E ANGELICAIS

26/4/2010

 

 

 Existem três Reinos em evolução na Terra: Humano, Elemental, Angelical

 Estes três Reinos devem evoluir em perfeita cooperação mútua.

 

            O Reino Elemental, ou dos Espíritos da Natureza, habita o mundo etérico (Quarta Dimensão) e o astral, que é uma substância mais sutil do que a física. A Vibração é mais elevada e, por isso, somente perceptível a pessoas que tem o Chakra Frontal desenvolvido. Os mundos etérico e astral são esferas habitadas pelos Espíritos da Natureza e também por outros seres. A possibilidade de transfiguração do mundo astral é devido à flexibilidade e delicadeza de sua substância, sem limites aparentes. Em comparação com o mundo físico, a Energia Astral é mais ajustável do que a água.

            Desta maneira, as formas astrais podem mudar de estrutura rapidamente. Este mundo possui uma imensa riqueza de formas, que são visíveis aos seus habitantes da mesma maneira como os objetos e formas do plano físico são visíveis aos nossos olhos externos (físicos). São, porém, transparentes e espalham ao seu redor uma Luz que será tanto luminosa e irradiante, quanto mais evoluído for o Ser.

 

Distinguimos três tipos de habitantes do mundo astral:

Humanos, não humanos e seres gerados artificialmente

           

Nós, Humanos, agimos na Esfera Astral inconscientemente ou em nossos sonhos – já que o nosso Corpo Astral (também chamado Emocional ou Corpo de Sentimentos) pertence a este Plano.

            Existem, no mundo astral, sete planos diferentes, que se perpassam e se diferenciam através de seu Grau Vibratório. Quanto mais o Ser Humano conseguir libertar-se, ajustando sua consciência a Vibrações elevadas e à Luz, tanto mais elevada será a Vibração do seu Corpo Astral que, então, atuará no Plano correspondente.

            Uma pessoa dominada por desejos, cobiça e paixões, cheia de vaidades e sensibilidades ou melindres e que busca o sucesso pessoal, age no plano correspondente, também no astral. Sentimentos e pensamentos humanos criam formas-pensamento – seres gerados artificialmente e alimentados pelos desejos e força do pensamento – também chamados de elementares. São criados através das vibrações dos pensamentos e sentimentos humanos e agem no Plano Astral de maneira edificante ou destrutiva, conforme foram qualificados pelo seu criador.

            Elementares são, portanto, pensamentos humanos e criações dos pensamentos (que agem, também, no Plano Mental), ao contrário de Seres Elementais, que se juntam em elevados e inferiores grupos de Seres da Natureza.

           

Para os Seres Elementais não existe força da gravidade. Todos os objetos do mundo físico, como as montanhas, não representam uma barreira, já que podem atravessá-los sem nenhum esforço.  

 

Os Espíritos da Natureza são Seres que tem alguma semelhança com as Correntes de Vida Humanas, porém seus corpos são mais delicados, luminosos e transparentes. Apesar de pertencerem, como os animais, às Almas Grupais, detêm um Plano mais elevado de evolução. Os Espíritos da Natureza são mais parecidos com os Seres Humanos do que os animais. De acordo com a tarefa que lhe foi confiada, vivem na profundidade da terra, das águas ou nos ares. Quanto mais se aproximam, tanto mais perfeita será sua aparência. Os Seres da Natureza não são criativos, mas imitam as pessoas, em cuja circunvizinhança vivem.

 

A Terra e tudo o que nela habita é formada, basicamente, por quatro Elementos: 

 Terra – Água - Fogo  - Ar

 

Os Quatro Elementos são a base de toda existência material. Foram criados para servir à Humanidade.

E os Seres Elementais que animam e atuam nestes elementos são:

 

* Os Gnomos, que animam e atuam no Elemento Terra;

* As Ondinas, que animam e atuam no Elemento Água;

* Os Silfos, que animam e atuam no Elemento Ar; e

* As Salamandras, que animam e atuam no Elemento Terra.

 

O Plano Divino previu que os Seres Elementais fossem servir, amorosamente, aos Humanos e assim, no início das Eras,

a Humanidade se encontrava intimamente ligada aos Seres da Natureza. Disso tomamos conhecimento por meio dos mitos e lendas.

 

 

GNOMOS - NOME GENÉRICO DOS ESPÍRITOS DA NATUREZA DO ELEMENTO TERRA

Guardiões dos vegetais e dos minerais

 

            Assim como existem muitos tipos de seres humanos evoluindo através dos elementos físicos da natureza, também há muitos tipos de Gnomos desenvolvendo-se através do Corpo Etérico da Natureza. Esses Espíritos da Terra trabalham num Elemento tão próximo da faixa vibratória da terra material que possuem um poder imenso sobre sua flora e suas rochas, e também sobre os elementos minerais nos reinos humanos e animal. Alguns, como os Duendes, trabalham com as pedras, as gemas preciosas e os metais, e supõe-se que sejam os Guardiões de tesouros ocultos.

            Além dos Duendes há outros Gnomos, que são chamados Espíritos das Árvores ou das Florestas. A este grupo pertencem os Silvestres, os Sátiros, os Pães, as Dríades, as Hamadríades, os Brownies e os “Homenzinhos Velhos das Florestas”. No Ser Humano os Gnomos são os responsáveis pelo perfeito funcionamento do corpo físico, cuidando especialmente dos ossos e dos minerais do corpo.

 

 

ONDINAS - NOME GENÉRICO DOS ESPÍRITOS DA NATUREZA DO ELEMENTO ÁGUA

Essência Invisível e Espiritual das Águas

 

            Assim como os Gnomos estão limitados em sua função aos elementos da terra, as Ondinas funcionam na Essência Invisível e Espiritual da Água. As Ondinas podem controlar em grande parte o curso e a função deste fluído na Natureza. A beleza parece ser uma nota chave dos Espíritos da Água. Onde quer que as encontremos representadas, em pinturas e esculturas, elas são caracterizadas pela simetria e pela graça. Controlando o Elemento Água – que sempre foi um símbolo feminino – é natural que os Espíritos das Águas sejam com freqüência simbolizados como fêmeas.

            As Ondinas também trabalham com os líquidos nos organismos humanos e em tudo onde a água estiver presente. No contato com o ambiente externo, fora do seu habitat líquido, elas sempre se envolvem numa espécie de roupão de névoa – é sua proteção, sem a qual não podem sobreviver por muito tempo. Mesmo que, em geral, sejam muito esquivas à presença do homem, elas gostam de servir aos Seres Humanos quando estes observam a Lei da Harmonia e do Equilíbrio. Têm amor pelas plantas e flores, cuidando com desvelo de todas as espécies existentes nos ambientes aquáticos, principalmente as que nascem nas superfícies das águas. Nas horas de lazer, cantam canções que louvam a Natureza. As Ondinas representam, no Ser Humano, o corpo Emocional ou Corpo de Sentimentos.

 

 

SILFOS - NOME GENÉRICO DOS ESPÍRITOS DA NATUREZA DO ELEMENTO AR

Espíritos dos Ventos

 

            Aos silfos os antigos atribuíram a tarefa de modelar os flocos de neve e arrebanhar as nuvens. Os ventos eram o seu veículo particular e os antigos se referiam a eles como “Espíritos do Ar”. Eles são Seres Elementais de alta estatura, já que seu Elemento nativo possui uma alta taxa vibratória. As mulheres Silfos são chamadas Sílfedes. No Ser Humano, os Silfos habitam e controlam todo o ar e gases do corpo e atuam no Corpo Etérico.

 

 

SALAMANDRAS - NOME GENÉRICO DOS ESPÍRITOS DA NATUREZA DO ELEMENTO FOGO

Seres que comandam, governam, estabelecem as Leis Solares

 

            Vivem no invisível Elemento Fogo da Natureza. Sem elas, o fogo material não pode existir; nem um fósforo pode ser aceso sem a assistência de uma salamandra, que aparece imediatamente tão logo evocada pela fricção.

            Os Espíritos Naturais do Fogo nem sempre têm uma forma bem definida: aliás, essa indefinição está bem de acordo com a natureza do seu próprio Elemento. Assim, a aura, os cabelos e o corpo desses Seres parecem que se misturam, e só como silhueta se assemelham à figura humana. Elas são a força transformadora (regeneradora) de seu Elemento. Sua estatura é bastante variável, indo desde as menores até vários metros de altura. Elas são desde uma pequena chama de atrito (como o exemplo do fósforo) até Seres de grande estatura, que comandam, governam e estabelecem as Leis Solares.

            No Ser Humano, as Salamandras representam o Corpo Mental. Elas também estão presentes nos Raios Solares, nos fornecendo luz e calor.

 

            Existe também, no Reino Etérico, o maravilhoso Centro de Estudos do Reino Elemental, que está ligado diretamente ao Reino da Natureza. Lá são adestrados e orientados os minúsculos Seres Elementais que se põem a caminho com um trabalho e, também, aqueles que já são um pouco mais adiantados e serviram satisfatoriamente, na sua primeira tarefa, o que muitas vezes levou centenas de anos. Este Centro de Estudos é dirigido pelo Ser por nós conhecido como Zeus.

 

Como em todo Universo, no Reino Elemental também existe uma Hierarquia, que segue a seguinte ordem de Evolução:  Elementais, Devas, Elohins

 

 

DEVAS

 

            Para a mente oriental, a palavra “Deva” refere-se a uma Hoste de Iluminados de uma variedade quase infinita de formas e funções. Neste estudo, porém, nos limitaremos aquelas espécies particularmente associadas à Natureza que, na maioria dos casos, são avistados em campo aberto, longe dos redutos humanos.

            Para eles, a existência corpórea não possui a importância que nós lhe atribuímos. Estão habituados à desintegração das formas e seriam incapazes de discriminar entre os despojos de um corpo humano e os restos de uma árvore abatida por um raio.

 

            Eles representam o que se poderia denominar o “ponto de vista da Natureza”, e não encaram a destruição das formas senão como uma modificação – um processo natural. Para esta espécie singular de Espíritos da Natureza, os nossos sentimentos humanos ou o nosso apreço pela forma seriam inconcebíveis, pois a sua conduta é absolutamente lógica. Outra diferença marcante é a sua desconsideração pelos detalhes, ao passo que a existência humana é praticamente composta de detalhes. O Deva da Natureza está associado às vastas extensões, às grandiosas paisagens e às Potências Elementais e parece nunca considerar uma parte como separada do todo. Constituem o lado vivo da Natureza, uma expressão da Energia Divina e poderiam ser considerados quase como materializações da Vontade. A Vontade do Criador encontra neles a Sua expressão e eles por sua vez constituem os Agentes e Canais Divinos na Natureza sensível.

 

O Foco de Luz e da Força dos Devas situa-se ao Sul da Austrália, e é um dos mais importantes Centros de Força Divina neste Planeta.

 

 

ELEMENTAIS

 

Neste Foco de Luz habitam os Divinos Regentes, que são os Senhores dos Quatro Elementos.

Os Senhores dos Quatro Elementos pertencem ao Reino Angélico, o que demonstra,

assim, a constante e mútua cooperação entre os Reinos Angélicos e Elemental.

 

Assim, estes Seres do Reino Angélico colaboram com o Serviço dos Divinos e Grandes Seres que fiscalizam a atuação dos Elementos:

 

. Hélios e Vesta: Que fiscalizam, dirigem e guardam a atuação do Elemento Fogo;

. Thor e Áries: Que fiscalizam e dirigem a atuação do Elemento Ar;

. Neptuno e Lunara: Que fiscalizam a atuação do Elemento Água; e

. Pelleur e Virgo (nossa Mãe Terra): A atuação do Elemento Terra

 

 

ELOHIM  -  O DEVA ELEMENTAL DO CORPO

 

 São os grandes Construtores de Forma. É um Elemental Ascensionado. Não existe o plural de Elohim (quando nos referimos a Eles, dizemos: os Elohim).

 

Quem conservou e cuidou de nosso corpo durante tantos anos? Os Seres Humanos são pouco propensos a meditar sobre o maravilhoso mecanismo representado pelo seu corpo. Ao nascer, cada Emanação de Vida recebe um Ser inteligente, que se incorpora ao seu Corpo Físico. Este Ser Elemental – o Administrador – assume a tarefa de manter em ordem o corpo durante o crescimento, a maturidade e toda a vida, até que a Emanação de Vida abandone seus corpos. Este Ser Elemental do Corpo mantém a circulação e afasta constantemente os sinais de dissolução que se apresentam no corpo em conseqüência de excessos ou explosões de sentimentos, que provocam a desordem completa da estrutura celular do corpo.

            Dia e noite o Deva Elemental do Corpo procura manter a ordem, de maneira que a pessoa tenha um corpo apropriado à disposição durante sua viagem terrena. Quando um Ser Humano sabe que este Deva Elemental do Corpo está em ação, dando-lhe reconhecimento, amor e gratidão, esta colaboração dá ao Deva Elemental do Corpo nova força, bem-estar, paz e equilíbrio. O Ser Elemental do nosso corpo é influenciável, aceitando todas as qualidades e características que nossa Energia Vital lhes transmite no decorrer das muitas encarnações e são expostos à qualificação através da nossa irradiação. Os Espíritos Elementais dos nossos corpos, como todos os Espíritos da Natureza, amam nossa atenção, nosso louvor e reconhecimento. Amam as flores e os pequenos cristais.

 

 

O ESPÍRITO PROTETOR DA CASA (Veladora Silenciosa)

 

            Os importantes Espíritos Protetores das Casas são ainda pouco considerados. São Seres Vivos, que respiram e possuem Consciência e evolução própria. Entretanto, são dominados e influenciados por aquelas pessoas que vivem em sua Aura, pois pertencem ao Reino dos Seres Elementais.

            Quando, na alma de uma pessoa, é concebida a idéia ou o plano da mais simples moradia, a Força Divina atrai um Ser Elemental condizente, que deve ser ao mesmo tempo a Protetora Presença desta futura manifestação. Efetivamente, cada forma manifestada tem para sua proteção um Ser Elemental, desde a menor pedra até o maior palácio. Do momento em que um lar é materializado e levado à forma externa, ele é guardado por um Espírito Elemental. Tal Ser Elemental, neste momento, ainda está livre de marcas ou imperfeições.

            O Espírito Protetor de um lar é, ao mesmo tempo, um Foco de Luz, que deve ser considerado sempre, parra que se esforce por manifestar todas as boas coisas para nosso lar. Quando o Espírito da Casa sentir torrentes de felicidade, alegria e beleza fluírem através de si, esforçar-se-á por amar-vos.

 

 

SERES ELEMENTAIS BRASILEIROS (mais reconhecidos na Região Amazônica)

 

            É cada vez maior o número de pesquisadores que sustentam o fato de que o solo da Amazônia é pobre e, uma vez abatido um bom trecho da sua Floresta, a área devastada se alastrará, transformando o imenso Território num deserto. No entanto, a vitalidade da Selva ainda desafia as perspectivas pessimistas: é um fantástico organismo pleno de Vida, que freqüentemente faz com que suas feridas se cicatrizem antes de se transformar em chagas e se alastrar pelo Corpo todo.

            E que mecanismo é este? – Logicamente, á a ação dos Elementais preservando a Floresta. . Exemplos de Elementais tipicamente brasileiros: Curupira, Caapora, Saci-Pererê e outros. Existe pouco material de pesquisa sobre os Elementais Brasileiros, porém, o Brasil é rico em lendas e mitos, aos quais devemos dar maior atenção se desejamos obter maior conhecimento a respeito dos Seres Elementais Brasileiros.

 

CONCLUSÃO

 

            Nosso Planeta não é apenas um Astro inanimado girando pela imensidão do Cosmos. Bem ao contrário, a Terra é um Corpo Vivente que, para produzir com fartura, conta com o trabalho conjunto de Homens, Anjos e Seres da Natureza – os Elementais. Somente a harmonia cada vez maior entre essas três partes pode evitar a destruição ecológica e o caos mundial. É necessário muito tempo e boa vontade, paciência e amor para travar amizade com nossos Seres Elementais e com todos os outros Seres da Natureza!

Category : ESOTERISMO, CANALIZAÇÕES, UFOLOGIA Print

| Contact author |