OS CICLOS DE SETE ANOS NA VIDA HUMANA

19/2/2010

 

Durante o curso da existência diferentes tipos de energia fluem pelo organismo. Cada tipo de energia tem seu próprio circuito e finalidade específica, manifestando- se no tempo certo.

Exemplifiquemos, para melhor compreensão: aos dois meses de concepção temos a digestão (um determinado tipo de energia faz com que, no feto, se forma a função digestiva); por volta dos 4 meses aparece o movimento; aos 10 meses manifesta-se o crescimetno com o metabolismo e os tecidos conjuntivos; entre os 2 e 3 anos fecha-se a fontanela, quando termina a formação do sistema cérebro-espinhal; durante os 7 primeiros anos de vida forma-se a personalidade, período em que a gente aprende a falar, andar, classificar objetos, etc..

Os primeiros 7 anos da vida são regidos, conduzidos ou influenciados pela Lua. Ou melhor: pelo Primeiro Logos, Gabriel, o Regente das concepções, partos e da vida doméstica. Gabriel, a Lua, é a criança cheia de beleza e inocência que alegra e faz a felicidade dos lares normais e saudáveis no mundo inteiro.

Dos 7 aos 14 anos a vida humana se processa sob as influências de Mercúrio, o irrequieto mensageiro dos Deuses. Sabem todos os astrólogos que Mercúrio está ligado à inteligência e, os nascidos sob sua influência, possuem brilhante intelecto, resultando em excelentes professores, oradores, cientistas e comunicadores. Essa é a fase das primeiras letras, quando se aprende a ler e a escrever. Também é um tempo de folguedos, brincadeiras pois Mercúrio agita, impulsiona, inquieta. Nessa fase a criança já não pode ficar trancada em casa; ela deve sair, brincar, jogar, divertir-se sadiamente, equilibrando essas atividades com o estudo.

Encerrada a fase mercuriana vem a influência de Vênus. Nesse período homens e mulheres começam a sentir as inquietudes sexuais. É nessa fase que os hormônios sexuais invadem todo o organismo, definindo a forma masculina e feminina, mudando a voz no homem, alargando seus ombros e fazendo nascer a barba e os pelos; na mulher, seu corpo adquire formas torneadas, com o arredondamento dos quadris, o surgimento da ovulação e dos seios. A força de Vênus, nessa fase, impulsiona e arrasta os jovens ao namoro, aos primeiros beijos e carícias. Bem verdade que, hoje, por diversos motivos, a sexualidade humana tornou-se precoce, antinatural. Muitos, ao final dessa fase, se casam, não resistindo aos encantos e seduções venusianas. A Idade de Vênus compreende dos 14 aos 21 anos.

Dos 21 aos 28 anos acontece o período Marciano (marte). Momento de garra, quando o homem e a mulher conquistam seu lugar no Mundo. É nesse periodo que se define, claramente, nossa vocação; é quando conquistamos nosso lugar na sociedade; é quando definimos nossa maneira de ser e formamos nosso lar, dando continuidade à espécie.

Aos 28 anos o homem adulto está plenamente posicionado; teve suas experiências de vida que o qualificam para enfrentar com maturidade o mundo. Nessa fase, praticamente, encerrou o período impulsivo. Dos 28 aos 35 anos vem a consolidação Solar (SOL) daquilo que se plantou no ciclo marciano anterior.

Dos 35 aos 42 anos que o homem (a mulher um pouco antes) entra em sua melhor fase, sob a proteção de Júpiter. Aqui começa o tempo onde o sexo pode se manifestar em sua forma transcendental de emoção criadora. Nas antigas Escolas de Mistério muito dificilmente um homem recebia de seu mestre o segredo supremo da sexualidade humana antes dos 35 (no caso das mulheres, depois dos 28).

É verdade que o homem acumulou suas principais experiências, brotadas de empresas bem ou mal sucedidas. Se ele teve a dita de conhecer os mistérios do sexo desde a juventude, esta é a época da auto-realização. Entre 42 e 49 o momento corresponderá ao derradeiro impulso que a natureza dá ao homem para solidificar sua posição na sociedade, na família, em seus empreendimentos sociais e possibilitar chegar à velhice de modo tranqüilo, sem preocupações materiais.

Por fim, chegamos ao declínio das energias, e a partir dos 50 anos Saturno, personificando o Senhor do Carma, entra em nossa existência. Na mitologia grega, Saturno é Cronos, o Deus do Tempo, como a indicar que, quando o ancião celeste surge na abóboda da nossa existência, a colheita está próxima, o tempo chegou.

A partir dos 60 anos, duas coisas acontecem: as pessoas comuns e correntes passam a repetir os ciclos da Lua, Mercúrio, Vênus, etc., antes de falecerem. É bastante comum observarmos certas pessoas de idade que passam a se comportar novamente como crianças. Se resistem ao tempo, surgem nelas certos impulsos mercurianos e até mesmo um novo namoro ou um novo casamento. Nada contra os velhos e as pessoas que se casam novamente. Não estamos aqui fazendo crítica de nada e de ninguém. Estamos apenas comentando um fato que se processa dentro das influências planetárias que pouca gente conhece.

 

Já aos que trabalharam na Senda em favor de sua auto-realizaçã o Íntima, os ciclos de 7 anos prosseguem de outra forma: dos 63 aos 70 a existência humana adentra o círculo de influências de Urano, as quais só os Iniciados captam; dos 70 aos 77 segue o ciclo de Netuno, exclusivo para os Hierofantes e, dos 77 aos 84, o ciclo de Plutão, para os Mahatmas. Além desses estão os ciclos Logóicos e Crísticos.

 

 

Category : ESOTERISMO, CANALIZAÇÕES, UFOLOGIA Print


| Contact author |